Até o próximo ato…

1150427_620925447940589_622408495_n

A vida, esta energia vibrante que tudo permeia e que  está em tudo  não tem finitude, é  puro  movimento nestas linhas e traços  que se propagam  indefinidamente entre universos que transitam entre ondas, linearidades, espirais geométricas e fractais  onde a atração vibracional  molda palcos, mundos incompreensíveis e inimagináveis.

Aqui nesta dimensão  densa, onde a sutileza da beleza da energia do jogo de luzes se condensa e limita, mesmo assim, entre as frestas que acontecem entre o tempo do  sono e o despertar, eu tenho a certeza de  que  a vida continua  de várias formas, em várias dimensões, em vários seres e roupagens,  transformações e movimentos,  impermanência é a assinatura deste mistério…

E aqui estou, se como voluntária ou exilada, não sei, importa que estou aqui, consciência mutante, no thaumazein  deste momento existencial que  me surpreende entre  vivencias e desafios diante da diversidade dos niveis de consciência, dramas e revelações  que  existem neste mundo. E diante da imensidão deste espaço multidimensional, eu sou imensamente grata a esta imensurável Fonte de vida criadora, da qual sou uma pequena centelha cocriadora que se revela. Neste corpo onde vivo, lentamente me desapego das vestes e formas, onde o personagem se traveste até o próximo ato. E assim me expando consciência mutante, Eu Sou.

Mariangela Barreto

Anúncios

Neurótica mente…

556000_4031839132279_19795429_n

Ás vezes alguma coisa me trava e a autosabotagem ataca direta e objetivamente meus  projetos. Convenhamos, eu  tenho alguns  projetos simples de serem materializados, nada espetacular, megalomaníaco nem grandioso, já passei dessa fase…estou mais para o minimalismo. Então elaboro a ideia, planejo, faço rascunhos, organizo  as ferramentas necessárias, a estrutura física e material, e vou a luta, faço logo com todo gás… Mas depois começa a segunda fase, começo a analisar o que fiz, perceber os defeitos, então vem o desmonte e a ideia maligna de desfazer para  fazer melhor  e caio na armadilha…  porque depois eu  empaco,paraliso, protelo, me cobro, vou deixando prá lá… e me cobro cada vez mais e o  tempo passando…..

Será isso perfeccionismo? bem, com os sintomas bem claros fui pesquisar o que significa isto além do que sabia,fui na wikipedia e lá está a definição: “Perfeccionismo, distúrbio neurótico no qual a pessoa sente constante insatisfação com seu desempenho e dúvidas sobre a qualidade de seu trabalho(…)Por vezes a mesma coisa é repetida inúmeras vezes até ficar “aceitável” por um perfeccionista.” oh! my God… sou uma quase neuróticamente perfeccionista… para minha tristeza tenho a prova e a testemunha: meu canal de you tube…… coitado!!!!

Meu sonho era fazer meu canal no You Tube, mas tinha( e ainda continuo tendo um pouquinho) medo de falar para a câmera,   fui fazer cursos para aprender a destravar, e encarei .. Poderia até usar meu celular para iniciar os videos, mas fui logo escolhendo uma filmadora cheia de detalhes e me enrolei toda, pois descobri que como iniciante não sou muito intima dessa tecnologia, depois fui fazer cursos para aprender a editar  afff ! Enfim fiz tudo como deveria ser, na cara e coragem …. Sintetizando fiz vários videos  lancei no canal, mas DEPOIS,  passei a analisar e a reanalisar os videos, pronto… resultado final, exclui todos em que eu apareço , somente deixei um, mesmo assim de vez em quando ainda olho  para ele e sinto aquele gostinho de que poderia fazer melhor…

Então recorro ao Ho óponopono: Eu Sinto muito, me perdoo, eu me amo e sou grata por enxergar e acolher este pequeno distúrbio, porque agora  posso relaxar, refazer, recomeçar, posso brincar, pois estou em grande vantagem neste recomeço, eu já sei mexer na filmadora e editar os videos… o próximo passo é descomplicar, compartilhar e avançar…com  minimalismo, aventura e leveza, porque apesar dos pesares e complicações  la vie est belle, sim muito bela… e estamos aqui para aprender , assim evoluímos e superamos pois somente uma coisa  nos limita … nossa mente.

Mariangela Barreto

Agora, seja lá o que for…

chakras2

Sinto um estranhamento em mim, como  placas tectônicas se movendo, se deslocando antecipando uma grande erupção. Não sei o que é isto que sinto, não é tristeza, nem angústia, nem nada que me tire do centramento e leveza  em que me encontro. Percebo-me   como uma  observadora de um  cenário preparado para um grande evento, neste emaranhado de conexões, interações e intercâmbios de ecos e ondas onde a geometria da vida toma forma, quando será, quando vira?  Este silencio que se faz neste momento , me prepara para este algo misterioso e inexorável que esta próximo, como um parto que foi deflagrado.

Sei que o mundo está passando por mudanças profundíssimas,  que estamos fazendo uma transição planetária onde nada mais será como antes pois o salto da  humanidade para outro estágio de paradigmas e inovações inéditas já está acontecendo, já estamos nele, literalmente.

Não tem mais como impor os velhos e ultrajantes dogmas que tanto escravizaram o mundo, que tanto mutilaram a pureza da essência dos homens. Tudo está sendo revelado, máscaras caindo, verdades e mentiras sendo reveladas, desveladas. Não tem mais como enganar, a separação do jóio e do trigo está acontecendo da maneira mais simples, mais óbvia onde as pessoas se desnudam, revelam o interior, a cor da aura,  da forma mais natural e livre.

Sinto a energia, sinto a conexão, sinto a luz, estou aqui centrada, completamente conectada com a unica realidade possivel, este momento onde tudo acontece, onde tudo é, onde tudo existe, seja lá o que for, só existe agora…

Mariangela Barreto

Decifro-me ou devore-me…

10031_568085706557897_202053064_n

Ás vezes confesso que é dificil manter o equilibrio emocional, energético, espiritual quando me deparo com certas situações que acontecem neste mundo muito louco habitado por muitos humanos  cascas vazias de valores. Pois  é, Viver não é fácil não… Viver é desafiante.Mas não podemos negar que entre os momentos caóticos, existem  momentos maravilhosamente lindos e amorosos,  existem sim basta fazer um esforço desviar o foco dos pés e da lama, e olhar para o céu e o sol, lembro-me daquele sorriso de uma criança quando me deu uma flor…nossa, iluminou meu dia, meu mundo. Vivemos nos equilibrando entre o caos e o sonho, esperando o alvorecer da beleza da luz do sol….É,mas não é fácil não,  já passei por serissimos momentos de angústia e estive muito próxima da depressão…. sou uma consciencia mutante.

Mesmo  caindo e levantando, renascendo das cinzas, entendo cada vez mais que a chave deste caminho, encontra-se na busca do autoconhecimento, sem religião e dogmas por favor, é  seguir em frente  ampliando e expandindo a multidiversidade da compreensão  entre tantos niveis, ondas, degraus e estados de consciencia que existem e coexistem nestes planos. Decifra-me ou devora-me…

YES, decifra-me, acho incrivel esta citação do Paulo Coelho : “Eu não sou um corpo que tem uma alma sou uma alma que tem uma parte visivel chamada corpo”. E quando comecei a meditar sobre isto, mergulhando nesta percepção tão poderosa, percebi que sou muito mais e além das picuinhas e crenças limitantes deste mundo forjado numa matrix , neste universo holográfico de um sistema que nos transforma em massa  manipulada para consumir, reagir, procriar, se drogar atraves de poderosas  mensagens subliminares e comandos mentais de controle elaborado pela midia,  para nos tirar a possibilidade de olhar para dentro e fazer a conexão com a essencia de paz, de amor a felicidade que todos queremos e ansiamos.

Mas isto é somente um pouco deste caminho….

Mariangela Barreto

A armadura e o ego…

x10x0xts.gif

Sei uma coisa sobre o ego…ele não gosta de olhar para dentro, não suporta o silêncio.  Tenho me debruçado muito sobre o entendimento do ego, do meu é  claro, muito briguento, conflituoso, sempre na defesa, se desculpando, mergulhando em águas sombrias onde vive se afogando e  correndo  em labirintos cercado de sombras.

Fica dificil viver em paz, se permitir estar em paz, vivendo assim, possuida por esta reatividade, esta dualidade compulsiva, enquanto minha essencia minha centelha quer se expandir, impossibilitada pelo ego que se impõe. Mas eu sei que é preciso ter paciência consigo mesmo neste caminho de autoconhecimento, onde  observador e observado, o yin e yang  dançam esta dança, em busca do equílibrio. Assim entre muitas e profundas reflexões, de percorrer tantos caminhos, distimias e desculpas,  encontrei lá no fundo, no mais escuro da tristeza e da negação, a raiz de tudo, encontrei o medo, encolhido, escondido, travestido de guerra, batalhas, gritos, agressões, inveja, confronto, sentimentos de inferioridade, rejeição, ambição, vaidade, o medo agarrado no sentimento de posse e gritos de guerras, temendo desesperadamente a perda. Lembrei do que Buda falou,”Quanto maior a armadura mais fragil é o ser que a habita” e assim  eu consegui encarar o ego, meu ego frágil, infantil, perdido,  mascarado  de bicho papão, mas completamente dependente do que existe fora de si mesmo para sobreviver e manter a ilusão de ter o controle e o  poder.

E  nesta investigação profunda, cara a cara com o medo, o ego encontra-se desnudo? o que fica a não ser este momento Agora, onde a presença reluz, numa calma sem eco, sem burburinho, o que fica a não ser o silencio, a consciencia…. o que resta enfim, o eu sou, o tudo ou o nada?

Mariangela Barreto

DESPERTANTE …

lei-extraterrestre

O que dizer quando vivencias excepcionais acontecem com a gente e ficamos como que perplexos sem saber definir, entender.. Tenho minha  mente aberta para o mundo desconhecido e invisivel que nos cerca, sou espiritualista, universalista, esoterica, mistica,  Sempre soube que  tenho alguma sensibilidade extra-sensorial, não sou hiper sensivel, simplesmente capto energeticamente sensações, intuições e insights,como tantas pessoas, isto é normal.

Sempre fui fascinada por anjos, cristais, seres espirituais,  natureza, energia quantica, também  acredito em seres extra terrestres, naves espaciais, atualmente também pesquiso sobre raças alienigenas que existem nesta imensidão do universo multidimensional e com realidades paralelas que se entrecruzam via ondas, magnetismo e mistérios.

Faz algum tempo, tive uma experiencia intrigante com um ser reptiliano, enquanto fazia  um ancoramento energetico e meditação  com cristais. Visualizei claramente atras de mim um lagartão reptiliano de cor amarelo esverdeado, ele era muito forte e grande, não senti medo,  de repente ele foi lançado ao chão e arrastado pelo rabo por outro ser  em forma humana, um homem moreno vestido com uma tunica creme que ia ate o joelho, com um cordão amarrado na cintura,  o reptiliano se debatia muito, mas era arrastado firmemente pelo rabo e foi levado a janela da  área de serviço,  foi lançado e desapareceu. Este ser misterioso em forma humana, tinha um cabelo liso e escuro até os ombros, como  um indio com uma franja na testa onde passava uma fita vermelha, ele olhou direto nos meus olhos, muito seriamente balançou levemente a cabeça como uma saudação e desapareceu… fiquei perplexa, retornei sem entender nada e comecei a pesquisar sobre as raças alienigenas… cheia de indagações até hoje não consegui captar, entender porque o reptiliano foi tratado daquela forma, quem era aquele outro ser que o capturou e porque ele estava proximo de mim?

Bem,  e como nada sei o melhor a fazer é seguir minha intuição, pesquisar, expandir  meus sentidos me abrir para o novo com admiração,  perplexidade, afinal despertante sou, consciencia mutante, em fase de transição planetaria, pois o tempo urge,  não dá mais para ficar agarrado ao medo, tem que se soltar, lançar-se no vazio e focar na luz,pois é lá que se encontra tudo, perguntas e respostas….

Mariangela Barreto

Etérea mente

17757572_10155281492541055_428418943420074952_n

Talvez ainda não esteja completamente ancorada neste mundo que agora habito,  assim acredito  pois  sou tão etérea e minha mente tão volátil, abstraio-me tão facilmente que me desfaço no ar, como geminiana fica mais   fácil ainda perder-me no movimento diluído das sensações e abstrações do mental, captando sinais de percepções agora incompreensíveis, indecifráveis.

Acredito que não fiz o acoplamento perfeito de corpos que precisam estar numa sintonia adequada para funcionar com equilíbrio e foco. Sinto-me completamente vulnerável á densidade deste primitivo planeta, onde as energias me confundem, me descompensam e me perco de mim, preciso fazer acrobacias mentais fantásticas para não me desesperar, etérea mente, consciencia mutante num mundo perdido de terceira dimensão…

Mariangela Barreto

Consciencia Mutante…

Consciência Mutante …

Vivo tateando entre a sombra e a luz, numa distimia inconstante. Num dia  a euforia toma conta de mim e no outro desço ao umbral do mundo onde as sombras dominam. Assim caminho oscilante, meio perdida num dia pertenço ao paraiso, sou anjo, santa, criança, ser de luz, no outro sou bicho, sou fera, guerreira sedenta de luta e de guerra, assim eu sangro, assim eu vivo, inconstante, relutante, despertante, uma consciencia mutante …

Mariangela Barreto

Só no silencio…

No silencio trafego sem resposta
sem eco, só o vazio, tudo oco
no silencio triplico meu grito
minha sombra se esvai, some…

No silencio enxergo meu ser,
tão leve, tão tremulo,solitario
e neste encontro comigo
vou me diluindo, sumindo.

Abro mão dos desejos,
me desfaço das paixões
vou me despindo, desistindo
na luta não tenho respostas
só no silencio me acho…

Mariangela Barreto
3085288

Fluir com a vida…

Movimentos, avanços, mudanças
a vida é assim esse dançar,
um novo degrau a subir
novo misterio a  desvendar.
A Vida é incrivel,
magia deslumbrante,
não resista,não lute,
flua com a vida,
dance..

Mariangela Barreto

  http://www.recantodasletras.com.br/pensamentos/5732518

mar