Arquivo da tag: caminho

Respiração..

5043_571233586238529_1481928056_n
Respira, vai… respira!
não briga com a vida
sinta o fôlego, o prana, o ar,
Sinta-se renascer, sinta o ser
Se entregue ao ar que se move
tão leve que quase não  sente,
vida é respiração,
que alimenta o coração,
sem sonhos não há vida
.. respira..vai respira!
expirar, inspirar é poder
é sanar dores,depurar o sangue
vitalizar protons,neutrons,a energia
vida é luz movimento
respiração alegria..
solte o grito, vá fundo,
vem pro mundo vem ser
entender a evolução, o caminho
nascimento,transmutação,
nova chance, recomeço,
mergulha ó alma no mundo
sinta o prana, a vida
Inspira, expira..
vai agora… vai fundo…
RESPIRA!
Mariangela Barreto

Anúncios

As Egrégoras do Medo….

1c8d054d39ab4399ac3d4315fa0f642b

 A questão do medo é fundamental para a psicologia e compreensão do ser humano, sabemos que o medo como reação a um perigo real é um alerta, mas além disso pode se tornar um agente incapacitante, uma prisão mental  que aniquila a possibilidade de ser feliz,  não permite evolução,  nem mudanças positivas. Ele evoca pesadelos, fantasmas e um terror interior que suprime os sonhos mesmo os mais possiveis. Este entendimento é o mais comumente compreendido e estudado.

Encontrei um artigo maravilhoso que fala sobre o medo num enfoque dificilmente estudado, o titulo da postagem  é  “O medo – A crise” do blog Prama Shanti, terapeuta holistico que eu sigo, este artigo deve ser lido por todos pois é realmente iluminado, esclarecedor,  o link para o artigo original é este:  https://pramashanti.wordpress.com/2015/10/12/o-medo/

No artigo do Prama Shanti, esta analise sobre o medo  é muito mais profunda,  ele reflete sobre  questão energetica/espiritual  que envolve a manipulação do medo por forças trevosas  que subjugam a humanidade não permitindo ou dificultando o máximo o Despertar da Consciencia, em contrapartida a Luz da  Fonte Criadora.O trecho do artigo que cito abaixo é o eixo que considero o mais importante para esta compreensão:

“É necessário uma crise para instaurar o medo coletivo e manter o controle.O medo torna-se uma grande egrégora, uma potente forma pensamento que entra pelos chacras e contamina a todos que se harmonizam com ela. Seus receios tornam-se medos com muito mais facilidade. O medo corta sua ligação com o Todo e lhe prende a matéria. Achata você no chão.E o medo gera mais medo. As pessoas com medo falam de seus medos aos amigos, que ficam receosos e com medo. O espiritual se afasta da mente das pessoas e o material passa a ser o mais importante. A crise passa a ser o assunto de todas as rodas. O medo derruba a ética e a moral, aumenta o consumo de álcool, os excessos e a busca pela inconsciência. E todos são entregues de bandeja às forças trevosas, que passam a manipular corações e mentes cada vez com mais facilidade.O medo é gerado pela ansiedade com relação ao futuro. O oposto do medo é a confiança. Confiar no seu caminho, no seu Deus. Pensar no agora, que é a única coisa que nós temos, o futuro não é nosso.” Prama Shanti 

  E assim ele finaliza :“Estamos criando a nossa realidade a cada instante e vamos passar pelas experiências que nosso Eu interior já definiu. O modo de passar por estas experiências é determinado pelo nosso nível de consciência. Se este nível for baixo, as experiências serão mais drásticas e grosseiras.Não se deixe contaminar por esta corrente trevosa, mantenha a confiança no seu caminho e em vez de divulgar a crise, divulgue a serenidade de quem confia.” Prama Shanti….https://pramashanti.wordpress.com/2015/10/12/o-medo/

Gratidão imensa… são muitos mestres em nossas vidas que vem para iluminar nosso caminho, sejamos felizes…

Mariangela Barreto

Consciencia Mutante…

Consciência Mutante …

Vivo tateando entre a sombra e a luz, numa distimia inconstante. Num dia  a euforia toma conta de mim e no outro desço ao umbral do mundo onde as sombras dominam. Assim caminho oscilante, meio perdida num dia pertenço ao paraiso, sou anjo, santa, criança, ser de luz, no outro sou bicho, sou fera, guerreira sedenta de luta e de guerra, assim eu sangro, assim eu vivo, inconstante, relutante, despertante, uma consciencia mutante …

Mariangela Barreto