Arquivo da tag: dor

Pedaços de mim…

10031_568085706557897_202053064_n

Tem um lado em mim que precisa de cura
que por sentir-se feio, triste, maltratado
fica no canto invisivel, entrevado,
anseia a luz  quer iluminar-se
por mais que tente,
não sabe.

Tem um pedaço em mim
que  sofre,
um fragmento solitario,
aquele que tropeçou e ficou para trás
vendo de soslaio o riso no rosto alheio
invejando a beleza sem saber-se belo.
Mas como expressar  temores,
no mundo onde a força impera?
ser sensivel aqui é ser anormal…

Esta parte encarquilhada  avança,
sozinha, remendada mistificando a dor
mas dentro de mim incompleta e solitária
não consegue a liberdade que impera
entre guilhões vive prisioneira,
arrasta-se  incompleta…

A dor  faz lembrar
da parte esquecida de mim
dos fragmentos que imploram cura,
daqueles que precisam de luz
ela sofre então lembra…

É tempo de retornar
reencontrar as partes companheiras
fragmentos da tristeza que estão pra trás,
é preciso retornar em nome do amor,
resgatar o que foi rejeitado, renegado
partes sensiveis gentis e belas
massacradas pelas guerras,
é preciso resgatá-las
para sentir-me curada,inteira
livrar-se da dor
em nome da luz, em nome da paz..
em nome da vida,em nome  do amor…

Mariangela Barreto

https://www.recantodasletras.com.br/pensamentos/6088802

Anúncios

Não é o fim…

11537479_10153592079676055_8370258784403634465_o

Não vou mais chorar saudades
nem verter lágrimas de dor
vou olhar pra frente,
desvendar horizontes,
Não vou mais sentir o vazio
que a sua partida em mim deixou,
vou rever meus planos
revirar as crenças
arrancar o luto,
enfrentar a dor,
abrir porões expulsar tristezas
que me deixam cega,
vou ver além do palco,
enxergar além dos olhos
que me escondem de mim
pois faz parte da vida,
mais do que nunca,
agora sei,
morrer  não é o fim….

Mariangela Barreto

http://www.recantodasletras.com.br/pensamentos/6160424

Jogo lunático da vida…

1150427_620925447940589_622408495_n

Tento não me entregar ás sombras,
ao medo da vida,
tento  superar a dor
transcender pesadelos
tento tudo nada é,
vivo assim perdida no tempo,
quem eu sou, o que quero,
para que tudo isto,
qual o propósito,
porque o tormento?
isto é um jogo lunático
que se chama vida
é um delírio maluco
de quem tem o poder,
filosoficamente insano,
perdidamente errático,
Bukowski tem razão
viver é um problema…

Mariangela Barreto

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/6129366

Custe o que custar…

mar

É preciso recomeçar,
cada vez e sempre
custe o que custar
é preciso expelir a dor
encarar os fatos, as fotos
os sonhos frustrados,
amados, fracassados.

É preciso seguir em frente
depois do parto, do luto
da briga, recomeçar,
seguir, ir em frente, sempre.

Apesar de tudo
é preciso
fluir com a corrente
tornar-se bambu na vida
que não enfrenta vendaval,
deixar-se embalar na chuva
dançar com a  ventania,
fazer amor com o furacao,
sobreviver,
e enquanto espera o sol,
vai vivendo
seguindo,indo.. em frente.

Mariangela Barreto